Sei que cada empreendedor tem um estilo de empreender, mas falando por mim, tenho uma mania de criar a marca do negócio antes do negócio em si.

É uma preferência pouco comum eu sei, mas é que trabalho com Design desde sempre (mais de 15 anos) e acabo que foco nisso de início. A questão é que precisamos começar por algum lugar, certo?

A verdade é que pouco importa o por onde começar. O mais importante é ter todos os aspectos do negócio alinhados e funcionando bem entre si e sintonizados ao que os clientes buscam.

Gosto de imaginar o negócio com uma identidade que converse principalmente com o cliente e de maneira coerente a todos os detalhes do serviço ou produto que se oferece.

A Marca do negócio é o “objeto” perfeito para representar simbolicamente e de forma até subjetiva, tudo aquilo que o empreendimento resolve na vida das pessoas.

De certa forma uma identidade forte pode ajudar a guiar o empreendedor em futuras decisões, como, por exemplo: a de escolher a estrutura física do ponto comercial e a localização do Restaurante (que é o foco deste post) que esteja alinhada a marca, é uma ótima referência.

Gosto de dividir o empreendimento em 4 grandes grupos de situações para ajudar a me organizar, procuro alinhar de maneira coerente todos eles entre si na busca de um empreendimento sólido:

  • Estrutura Física, Logísticas e Ponto comercial
  • Relacionamentos, seja com colaboradores, clientes, parceiros ou fornecedores.
  • Processos, ou seja, as diretrizes que fazem tudo se encaixar e fluir no dia a dia.
  • Marca, que podemos chamar de “espírito” do negócio.

É justamente este ponto intangível e simbólico da marca que serve como a “cola” entre todos os aspectos e que pode ser reconhecido de longe pelos clientes, colaboradores, parceiros e fornecedores.

A marca retrata em forma e cores o POSICIONAMENTO do Restaurante e vai ajudar seus clientes junto com a identidade visual e comportamental a ligar a expectativa do cliente a sua proposta de serviço de alimentação fora de casa.

Agora chega de conceituação e vamos para a prática da marca aplicada para Restaurantes! Esperamos que ajude a te inspirar no desenvolvimento da marca do seu restaurante.

Queremos muito saber se conseguimos, então lembra de deixar suas impressões nos depoimentos, e claro, se tiver alguma dúvida, não exite em perguntar!

O que é e qual a importância de um logotipo?

Logotipo é uma representação gráfica do nome de uma marca ou empresa, que tem como objetivo fazer com que as pessoas identifiquem o seu produto ou serviço e o diferenciam da concorrência.

Em grego “logo” significa conceito ou significado, e “typos” significa símbolo ou figura. Sendo assim, o logotipo é formado por figura e tipografia que representam a empresa.

Também pode ser chamado de logo ou logomarca, pois o significado é bastante semelhante. 

A criação do logo deve estar alinhado ao posicionamento e ao que a empresa deseja transmitir aos seus clientes e funcionários.

Deve expressar a identidade, espelhar seus conceitos, referência histórica e objetivos. Por isso não é tão simples e deve ser bem pensado e elaborado. 

Ou seja, logo, logotipo ou logomarca é a forma como o nome da empresa é escrito, composto com formas, cores e símbolos que representam princípios e identificam a marca.

Designer criando um logotipoDesigner criando um logotipo. Por FreePik

Mas afinal, qual a importância de ter um logo para o meu restaurante? 

Assim como as frases de slogan, o logotipo também tem como um dos principais focos, fazer com que a empresa seja lembrada e associada pelas pessoas.

A ideia é que assim que elas olharem para o logotipo, instantaneamente lembrem do seu restaurante, da comida que é servida lá e de todas as experiências que teve ligadas a este símbolo que é a sua marca.

A logomarca tem como principal objetivo fazer conexão entre as mais diversas experiências que o cliente tem associadas ao seu negócio.

Assim, quando o cliente tiver contato com sua marca, ele vai estar mergulhado nas emoções e sentimentos que seu negócio proporcionou a ele através das experiências ligadas a seus produtos e serviços. 

Toda impressão que você gerar no seu cliente vai ficar ligada a marca. E isso é a forma mais poderosa de se posicionar o negócio. 

Você, como consumidor, também sabe que muitas vezes julgamos pela aparência. E é nessa parte que entra uma boa logomarca e de como todo seu negócio “conversa com ela”.

A sua marca pode ser projetada para evidenciar alguns pontos importantes sobre seu negócio logo à primeira vista, como, por exemplo, se seu restaurante é mais clássico ou mais moderno, mais popular ou mais exclusivo e assim por diante.

Um bom Designer vai saber expressar através de formas, cores e nomes uma diversidade de empresas ligadas ao posicionamento do seu negócio.

Um bom aspecto visual conquista o consumidor, além da marca transmitir credibilidade e profissionalismo! 

Chef de cozinha de braços cruzados e sorrindoChef de cozinha de braços cruzados e sorrindo. Por iStock

O que deve compor um bom logotipo?

Há algumas características que são fundamentais para elaborar um logotipo de sucesso e que consiga conectar o cliente à marca. 

É preciso prestar atenção nos detalhes, são eles que em conjunto fazem com que a logomarca da empresa seja fácil de ser identificada e lembrada pelos fregueses.

Simplicidade

Você já reparou que a maioria dos logotipos das marcas famosas são extremamente simples?

Às vezes até nos perguntamos como que apenas alguns traçados se tornaram tão reconhecidos. 

Porém, por mais que sejam simples, pode apostar que há um significado e um estudo até chegar naquele resultado.

Logotipos muito complexos tendem a ser esquecidos rapidamente, até porque é muita informação para ser gravada assim, em segundos.

Eles precisam ser compreendidos facilmente para que seja mais fácil também, a identificação das características do restaurante.

Lembre que menos é mais! Simplicidade não é sinônimo de falta de criatividade e detalhes. É possível criar um logo simples que transpareça os conceitos do restaurante.

Três profissionais em frente ao computador

Três profissionais em frente ao computador. Por Medium

Atemporalidade

Aqui, abandone a ideia de usar elementos que “Estão na moda” ou “É tendência”. É claro que seria uma boa ideia no presente, mas futuramente não terá tanta lógica.

A intenção de um logotipo é de durar um bom tempo, e o símbolo criado hoje, precisa fazer sentido amanhã e depois também.

Até porque, caso você queira modificar, corre o risco das pessoas não identificarem o restaurante, principalmente quem já é cliente. 

Por isso, o logotipo, assim como o nome para o restaurante, caso queira ser mudado, deve vir acompanhado de uma nova proposta para o estabelecimento.

A mudança é válida caso sua logomarca tenha alguns problemas e não seja mais a adequada.

Por exemplo, seu logo tem como destaque um frango já que por muito tempo a especialidade do restaurante foi essa. Porém, agora o negócio cresceu e aumentou a oferta de pratos.

Nesse caso, você terá que alterar a sua logo, pois o foco não é mais apenas o frango e o público provavelmente também não é mais o mesmo.

Será necessário investir em uma logomarca que abranja, de uma forma geral, a culinária do restaurante!

Designer gráfico elaborando um logoDesigner gráfico elaborando um logo. Por iStock

Versatilidade

É preciso que o logotipo seja funcional e se adapte a diversas formas, maneiras e situações.

Desenvolva uma logomarca que funcione em pequenos formatos e reduções, impressões preto e branco, meios digitais, em versões verticais e horizontais, e até mesmo em um outdoor, sem perder a legibilidade.

Se você sente a necessidade de investir em vários meios de divulgação, uma logo simples vai te ajudar muito nessa parte! 

Ah, além disso, também é importante que ela se adapte em tecidos e texturas, como no uniforme do restaurante, aos adesivos de embalagens e de delivery, por exemplo.

Para que isso aconteça, é fundamental que ela seja em formato vetorial. A imagem em vetor pode ser ampliada indefinidamente sem perder a qualidade, ao contrário da imagem formada por pixels.

Aqui na @emporiotambo trabalhamos com personalização de mesas para restaurantes e outros negócios. Enfrentamos diariamente problemas relacionados a marcas que não tinham previsto a impressão em cerâmica ou na madeira, por exemplo.

Para isso criamos um guia que pode também lhe ajudar a compreender os desafios que terá ao personalizar com sua marca nas mais diversas possibilidades.

Por isso, caso seu logotipo for elaborado por um profissional, solicite a versão da imagem em vetor!

Designer gráfico

Designer gráfico. Por iStock

Regionalidade

Seu negócio pode ser regional, ou seja, deverá atender as pessoas que passam por ali, ou que vivem pelas redondezas. Ou ele pode ser um restaurante que pretende ter franquias e expandir para diversos lugares dentro da mesma cidade, mas também em outros estados e quem sabe até outros países.

Este é sem dúvida um fator muito importante para levar em conta na hora de pensar na marca. Regiões diferentes trarão novos olhares para sua marca e muito provavelmente pessoas de longe não reconheçam sua marca como seus vizinhos.

Marcas regionais são mais fáceis de serem criadas, pois, você pode associar a culinárias locais, lugares muito conhecidos, trejeitos da cultura local, animais ou plantas da fauna e flora locais e isso será certamente compreendido pelo seu público que é ali da mesma região.

Agora imagina coisas muito suas aí da sua região sendo vistas no outro lado do mundo. É impressionante o que a cultura faz com o olhar das pessoas hehehe.

A recomendação em casos de marcas que serão usadas em um vasto território e diversidade de pessoas e culturas é contratar um Designer com muita experiência.

Por outro lado, se seu restaurante é regionalizado, temos certeza que fazer você mesmo pode ser até um diferencial para sua marca e vamos te ajudar a fazer isso agora mesmo!

Criando o logotipo

Agora que você já sabe as características de um logotipo, precisamos colocar a mão na massa para criar a logomarca!

Se tiver condições é importante recorrer a um profissional que tem conhecimento da área. Porém, caso contrário, você mesmo pode elaborar um logotipo provisório recorrendo a algumas plataformas e ferramentas, como é o exemplo do Canvas.

Lembre que é importante ser simples, tenha em mente qual é o seu público, seu produto ou serviço e o que deseja transmitir para as pessoas.

Se coloque no lugar do consumidor e questione se a logomarca é atraente, chamativa, fácil de lembrar e se ela expressa realmente o conceito do restaurante.

Mas cuidado para não criar tudo com o seu gosto pessoal, há outros fatores que precisam ser estudados e também precisam ser levados em consideração!

Dono de restauranteDono de restaurante. Por iStock

Ícone

Um logotipo composto por um ícone é mais fácil de gravar na memória, isso porque associamos o ícone à empresa e o que ela oferece.

Segundo um estudo feito pelo Logaster, criador de identidade de marca, mostrou que 44% das pequenas empresas desejam que o ícone do logo reflita o campo de atividade e outros 40% acreditam que o logo não funcionaria sem essa relação.

Se você quer se destacar, seu restaurante não deve ser mais um entre tantos outros. Fuja de ícones genéricos, clichês e sem personalidade!

Uma dica é: não deixe de dar uma olhada nos ícones da logomarca da concorrência, assim você sabe o que não fazer, evitando a repetição.

Os itens mais relacionados a restaurantes são: talheres, chapéu avental, utensílios de cozinha (panela, concha, espátula), forno, fogão, etc.

É claro que você também pode utilizar esses itens em seu ícone da logo, se inspire mais a fundo sobre as características do seu restaurante, qual a sua especialidade, em que local ele está, qual seu público alvo…

Só assim você conseguirá transparecer sua personalidade e definir um ícone representativo que se sobressaia perante a concorrência.


Exemplos de ícones para logotipo de restaurante

Exemplos de ícones para logotipo de restaurante.

Cores

Se você leu o nosso post cores para restaurante, já deve saber que as cores transmitem sensações e devem ser usadas com sabedoria, né?

Como citamos neste post, as cores mais usadas no ramo alimentício são as cores quentes como vermelho, laranja e amarelo.

Você já deve ter reparado nisso, principalmente na logomarca de redes famosas de fast-food, como o McDonald’s e Burguer King. 

Isso porque essas cores transmitem a sensação de desejo, alegria e entusiasmo, além de despertar o apetite e prender a atenção das pessoas.

Mas isso não é uma regra, obviamente é preciso associar ao tipo de restaurante

Dificilmente você encontrará restaurantes de comida saudável, ou que contemplam um cardápio vegano com essas cores quentes.

É comum usar os tons de verde e marrom em sua logo, justamente por serem associados a natureza, saúde e frescor.

Em geral, são necessárias duas ou três cores para formar um logotipo. Considere não colocar muitas cores, principalmente brilhantes, para não ficar poluído e confundir o design.

Lembre-se: menos é mais! Quanto menos cores, menos informações para gravar, mais fácil sua marca será lembrada.

Opte por tons mais relacionados aos alimentos, cores quentes e terrosas como o vermelho mais fosco, marrom, preto e também tons de amarelo e verde, por exemplo.

Mas lembre sempre de analisar as cores que seus concorrentes estão usando, dessa forma você consegue formar uma paleta com tons diferentes e sem parecer óbvio demais!

Prato e talheres coloridosPrato e talheres coloridos. Por Food Service

Fontes

Assim como citamos no início do post, a logo é composta por figura/símbolo e tipografia. A tipografia nada mais é que a fonte usada na composição da logo.

Uma fonte bem escolhida enfatiza as características do seu restaurante e deve se adequar ao ícone, dando personalidade e embelezando o logotipo.

Para isso acontecer, você precisa analisar muito bem o público-alvo do seu restaurante para que a fonte esteja de acordo. 

Procure escolher uma fonte que crie uma conexão com o seu público, seja pelo estilo da fonte, espaçamento ou formas. Eles precisam se identificar com a marca!

Por exemplo, se seu público é mais sofisticado e moderno, opte por uma fonte que contenha as mesmas características.

Por outro lado, se seu público é mais familiar e convencional, opte por fontes mais tradicionais. 

É recomendável ter no máximo de duas a três tipos de fontes em um logo, dependendo da quantidade de palavras.

Evite escolher fontes finas demais, elas não terão tanta flexibilidade para aplicar em outras situações. 

O segredo é usar fontes com formas mais marcantes, que transmitam presença e que automaticamente se tornam mais legíveis!

Por falar em legibilidade, elas devem funcionar na forma maiúscula, minúscula e em tamanho grande e pequeno. 

Também deve funcionar em vários formatos, como digital e impresso!

É interessante considerar as fontes com serifas, aquelas que tem uma pequena extensão na ponta das letras. Elas dão uma aparência mais clássica e remetem confiança e tradição, além de serem altamente legíveis. 

Já pelo contrário, existem as fontes não serifadas. Elas possuem uma linha reta e simples, passam uma abordagem mais limpa, transmitindo modernidade e objetividade.

Já as fontes manuscritas ou scripts, é o tipo de letra escrito a mão. Passa a impressão de ser único e pessoal, transmitindo aspecto orgânico e elegante.

É importante analisar a família tipográfica dessas fontes, que são formadas pela variação dos seus detalhes como grossura, forma, largura e altura, por exemplo.

Outro ponto que deve ser importante prestar atenção é no espaçamento das letras. Muito próximas ou muito afastadas dificultam a leitura e a identificação do restaurante.

Imagem ilustrativa das fontesImagem ilustrativa das fontes. Por Medium

Percebeu como uma coisa liga a outra e tudo precisa fazer sentido com a proposta do restaurante, traçando a personalidade da marca?

Exemplos de logotipos

Um logotipo bem feito transmite credibilidade para o seu restaurante, ainda mais se for original e transparente com os valores do negócio.

Para facilitar, uma ideia é você listar as características do seu restaurante, para depois ir associando aos elementos que compõem a logomarca.

Sendo assim, com a intenção de te inspirar, fugindo da teoria e partindo para a prática, vamos citar algumas ideias de logotipo para cada um desses tipos de restaurantes!

Você pode usar o site CanvasWe Do Logos, Design Evo ou então o Logaster, por exemplo,  para praticar a construção da sua logo.

Lembre-se de compartilhar ele com a gente nos comentários, prometemos responder com nossas impressões a respeito! 

Restaurante Caseiro

Como o próprio nome diz, o objetivo do restaurante caseiro é chegar o mais próximo possível da culinária familiar, feita na nossa casa.

No logotipo, podemos usar ícones como panelas, colher de pau e também formas e traçados que simulem o telhado de uma casa. 

Outra ideia é usar figuras que lembrem a imagem de uma senhora (cabelo e óculos), já que quando falamos em comida caseira, lembramos da comida de vó.

As cores aplicadas podem ser em tons quentes, como vermelho e laranja, mescladas com o marrom, o qual transmite sensação de conforto.

Quanto a fonte, a serifada passa a sensação de tradicionalismo, ou então a manuscrita, que é única e pessoal, assim como a comida caseira!

exemplo de logo caseiro

Restaurante Saudável

Restaurantes com uma proposta saudável ou com um cardápio vegano costumam ter folhas, plantas ou alimentos como frutas e verduras como ícone do logotipo.

Vale a pena analisar e ver a melhor forma de jogar esses elementos para criar um ícone diferente e que fuja da mesmice.

Os diferentes tons de verde sempre prevalecem, por ser a cor que remete a saúde. O marrom também pode ser uma boa ideia, visto que lembra elementos naturais como a terra.

O branco e o laranja é uma alternativa para neutralizar e não deixar o logo em tons pesados! 

Uma boa ideia de fonte para esse tipo de restaurante são as manuscritas, com uma pegada mais descontraída. Mas sempre tomando o cuidado para não passar a impressão de ser infantil demais.

exemplo de logo de restaurante saudável


Restaurante Japonês

O restaurante japonês é conhecido por ser um ambiente moderno e pode variar bastante falando em ícones de logotipo.

É possível simular hashis, peças de sushi, peixes, árvore de cerejeira, samurais, a bandeira do japão ou até mesmo um círculo, já que o país é conhecido como a terra do sol nascente.

Quanto as cores, não pode faltar o vermelho, por conta da cor da bandeira do país e também pelo tom avermelhado do amanhecer do sol.

O preto que é uma cor moderna e tipicamente usada, além do branco para dar um ar de pureza e neutralidade.

É comum vermos as fontes das letras com uma forma mais grossa, algumas com serifas e outras que simulam um estilo de pincel, como na caligrafia asiática.

exemplo de logo de restaurante japones

Restaurante Delivery

No restaurante delivery é interessante ter como ícone da logomarca algo que passe a sensação de movimento, já que é um sistema de entrega.

Figuras como motos, carros, uma pessoa correndo ou até mesmo um relógio, pode ser uma boa proposta de ícone, acompanhados de alguns traçados na horizontal para representar mobilidade.

As cores como vermelho e amarelo é uma boa pedida, pois significam urgência, algo que procuramos bastante nesse tipo de restaurante.

O preto também pode ser composto, para dar um ar moderno!

Já a respeito da fonte, uma ideia é a letra não serifada na forma itálica, justamente por ser inclinada, que também passa a impressão de movimento.

exemplo de logo de restaurante delivery


Vale a pena reforçar que é importante estudar cada detalhe para que a sua logomarca seja o mais original possível!

Menos é Mais

Nunca é demais frisar que quanto mais simples for a marca mais fácil será lembrar dela. Mas este trabalho de sintetizar (tornar simples) pode ser muito complexo e difícil.

Negócios que pretendem expandir devem pensar muito na possibilidade de contratar alguém experiente neste tipo de trabalho

Afinal a identidade da empresa é um investimento a longo prazo, mas que começa hoje. Você vai quer ter uma marca que sustenta seu crescimento, e por isso, pensar muito nesta etapa faz todo sentido antes mesmo de tirar seu negócio do papel.

Se seu negócio for regional e familiar, quem sabe um alto investimento em marca possa ser até um tiro no pé. Tenha uma marca realmente alinhada a sua proposta.

Isso é sem dúvida o mais importante na construção de uma marca coerente e que fará sentido para você, seus sócios, seus clientes e colaboradores. 

Identidade visual

Após a marca ser elaborada, ela deve ser desdobrada em uma identidade visual, onde regras de aplicação da marca irão auxiliar o uso dela na fachada, nos cartões, cardápio, frota, uniformes, etc.

Geralmente ao contratar um profissional para produzir uma marca ele lhe entregará o manual de identidade, com todas estas regrinhas.

Mas se você optou por desenvolver você mesmo (o que apoiamos muito), aí vão alguns cuidados que deve passar para seus fornecedores junto com o arquivo da marca para que ela  seja aplicada sem qualquer tipo de problema.

Manual oficial do McDonalds
Manual oficial do McDonalds

Defina antes de começar a aplicar sua nova marca, como ela será aplicada no caso de fundos escuros e claros ou como alguns chamam, aplicação da logo em negativo.

Defina também que ela não poderá ser aplicada com distorções de forma, espichada, por exemplo, ou com a posição do texto com relação à figura/símbolo de modo que sua marca perca identidade.

Defina as cores exatas que representam os tons das cores escolhidas, se você não possui uma tabela Pantone de referência, utilize alguma coisa real que possa ter em mãos que tenha a cor exata que você quer.

Assim quando o fornecedor do uniforme, papelaria ou fachada, por exemplo, perguntar o tom do vermelho, você mostra pra ele usando sempre a mesma referência de cor.

Conclusão

Logo, logotipo ou logomarca será a representação visual do seu restaurante. Procure expressar os valores, características e objetivos do seu negócio.

Quando for pensar em elaborar um logotipo, leve em consideração algumas características como a simplicidade, atemporalidade e versatilidade.

A simplicidade é quem vai fazer seu logo ser lembrado pelas pessoas, a atemporalidade vai evitar que sua marca se torne ultrapassada, e a versatilidade permite que ela seja usada em diversas situações.

Tendo essa base, você pode começar a pensar em um ícone, cores e fontes que representem o seu restaurante, fazendo o possível para se diferenciar da concorrência e fugir da mesmice.

Seguindo as nossas dicas e exemplos de logomarca para cada tipo de restaurante vai facilitar esse processo de criação!

O que você achou? Tem mais alguma dica? Conta pra gente aí nos comentários, vamos adorar poder compartilhar experiências!